23/09/2020 19:31


Vai construir uma casa? Anote essas dicas...

Por João Alves Júnior



Para se construir uma casa, seja na cidade ou no campo, muitas fatores devem ser observados na concepção do projeto e principalmente na execução da obra. A declividade do terreno, o tipo de solo do local e sua devida compactação, a posição do sol em relação a determinados cômodos da casa, a ventilação e a luminosidade ideal no ambiente interno da edificação entre outros.

FIG 01: Imagem extraída da Internet 


No entanto, é comum observarmos em algumas residências e edificações diversas, alguns problemas que denominamos de “patologias”.


FIG 02. Trinca no canto inferior de janela 


FIG 03: Ilustração de trinca e rachadura em esquadrilhas. 

Estas patologias são causadas, muitas das vezes, por falhas ocorridas na etapa da construção, que, com o passar dos anos, são evidenciadas através da presença de mofo nas paredes (infiltração por capilaridade), trincas nos cantos das janelas e portas, rachaduras nas paredes etc.


FIG 04: Rachadura em parede 


FIG 05: Mofo ou bolor no roda pé de uma parede. 


Estes fatos, além de causarem a desvalorização do imóvel, trazem outros problemas crônicos que afetam até mesmo a saúde de seus moradores, como no caso do mofo nas paredes internas da casa, por exemplo, que pode desencadear problemas respiratórios e alérgicos.


Para se evitar problemas como os citados acima, anote algumas dicas importantes para você não esquecer na hora da construção de sua casa:
· Para se evitar a presença de mofo ou “bolor” nas paredes (infiltração por capilaridade):

Toda casa deve ser impermeabilizada no baldrame ou sapata corrida antes da 1ª fiada de tijolos até terceira carreira de tijolos da parede. Para a 1ª fiada de tijolos, usa-se “bloco canaleta”, para a colocação dos vergalhões, sendo preenchido posteriormente com concreto.


Orienta-se a utilização de produto impermeabilizante, como manta asfáltica ou betumes para evitar que a umidade “suba” pelas paredes, causando bolor e mofo. Esses produtos são encontrados em lojas de materiais de construção.


Evite o uso de lona plástica preta, pois se decompõe muito rápido com o tempo.
· Para se evitar as trincas e rachaduras nas paredes, no canto de janelas e portas:
É sempre recomendável, mesmo na construção de casas simples de um pavimento, fazer uma cinta com ferragem no baldrame (sapata corrida) usando duas barras de ferro simples (vergalhões), para dar segurança no alicerce.


Para evitar a atuação das cargas do telhado ou da laje sobre as esquadrilhas, que causam as fissuras, trincas e rachaduras nas paredes e nos cantos das janelas e portas, é recomendável que se faça uma verga (utilizando dois simples ferros de vergalhão) na primeira fiada de blocos acima do vão das portas e janelas, como ilustrado na figura a seguir. 



A boa prática recomenda-se ainda, fazer uma cinta (contra verga) de amarração na última fiada de tijolos das paredes (respaldo), antes do telhado ou a laje, conforme ilustrado na figura a seguir. 




Vale lembrar, que, a correta compactação do solo no alicerce ou fundação da casa é importantíssimo para a estabilidade da obra no terreno. Dessa forma, a fundação da casa depende do tipo de solo.
Evite construir em locais de solo instável ou com presença de grande umidade, como em áreas de várzea, próximo de cursos d’água etc. O solo deve ser firme para a fundação da casa.


A cartilha “Mãos a obra” produzida pela Associação Brasileira de Cimento Portland- ABCP destaca, que, “A fundação ou alicerce serve para apoiar a casa no terreno. A fundação depende do tipo de solo do seu terreno. [...] se você encontrar solo firme até uma profundidade de 60 cm, você pode abrir uma vala e fazer o baldrame diretamente sobre o fundo dela. Você pode fazer baldrame de blocos ou de concreto.” (cartilha “Mãos a obra”. s/d. Pag. 6).


É válido ressaltar que, para a construção de edificações com vários pavimentos é recomentado que seja feito previamente, a sondagem do solo por Empresa especializada, para se conhecer o tipo de solo e a fundação mais indicada.


· Os cômodos da casa em relação ao sol
Sendo bastante objetivo, na construção de uma casa, alguns cômodos devem ser posicionados em relação ao sol, nascente e poente. Preferencialmente aqueles cômodos de maior permanência, como os dormitórios.

Assim, recomenda-se que os dormitórios sejam posicionados à receber o sol da manha. Desta maneira, ao anoitecer, esses cômodos estarão menos aquecidos, proporcionando melhor conforto térmico ao ambiente.
No entanto, o nascer e o pôr-do-sol variam sua posição durante o ano. Assim, a posição mais favorável das janelas do imóvel em relação ao Sol deve ser noroeste ou nordeste.


Não é recomendado que, existindo possibilidade, que a luminosidade natural seja descartada totalmente do ambiente, mesmo quando no verão a intensidade solar é maior, pois no inverno este aquecimento será importantíssimo para a casa.


Para se controlar a luminosidade natural em época de grande intensidade, como no verão, medidas arquitetônicas podem contribuir para um melhor conforto térmico. Beirais, janelas com persianas, plantio de espécies arbóreas adequadas (quando possivel) formando uma barreira no exterior do imóvel, que, amenize mas que permita a passagem de raios solares, etc.

(
Publicação inicial do Blog do mesmo autor: https://aengenharianosensina.blogspot.com/)



REFERÊNCIAS:
Associação Brasileira de Cimento Portland – ABCPCartilha Mãos a Obra. Disponível em: http://www.cimento.org/M_OBRA.pdf


Mirna Zambrana, Equilíbrio Solar – Construa e reforme com planejamento. Disponível em: 
http://delas.ig.com.br/casa/arquitetura/equilibrio+solar/c1237818494436.html


Deixe um comentário:

Receba novidades por email